Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

gatomaneiras

gatomaneiras

FESTAS FELIZES

Dezembro 23, 2018

samueldabo

PRIMAVERA 0.jpg

acrílico de Nuno Gonçalves

*

FESTAS FELIZES
*

não sou dono de nada
nem de ninguém
se gritei vivas à Pátria esclavagista
perdoem-me a lograda
tentativa de parecer bem
à primeira vista
*
nasci por detrás das dunas
como horizonte o mar
temi os castigos do omnipotente deus
porque me disseram oportunas
palavras de medo e pesadelos ao luar
contra os chamados ateus
*
disseram-me que deus protegia
os pobres contra a ganancia
mas cresci a aprender que deus foi inventado
pelos ricos para sermos serventia
da sua ambição de poder e inconstância
fiquei por um tempo desorientado
*
fui menino triste do chamado natal
sem festim nem presentes
os pés mal calçados a roupa remendada
sem prendas e uma ceia frugal
a tiritar de frio e a bater os dentes
numa casa desolada
*
todos os dias festejo o natal de alguém
parabéns e um Abraço
troco sorrisos e palavras Amigas
atento ao mal que a vida tem
sublimo o Amor em tudo o que faço
não cultivo ódio nem intrigas
*
parabéns Amigas e Amigos
por mais um natal passado em harmonia
que o próximo ano seja de Primavera
que o Ser pessoa se liberte de divinos castigos
Paz e Amor construídos em cada dia
com a consciência livre a alma pura quem me dera
jrg

SOMOS COMO ILHAS DE LIXO A ADEJAR NO ESPAÇO

Julho 31, 2018

samueldabo

lixo.jpg

 foto pública tirada da net

 
 
SOMOS COMO ILHAS DE LIXO
A ADEJAR NO ESPAÇO
*
que fazemos nós aqui
tu e eu amiga amigo à mesma hora
sentados à beira da consciência
desbravando a memória eu consegui
obter a pista do segredo que demora
em estancar a violência
*
há um fio de sabedoria
que pensamos não dizer a toda gente
um acomodar às coisa mal feitas
pensar esmiuçar ideias seca d'alergia
que estremece o corpo agita a mente
não dissipa a dúvida se te deitas
*
vamos criar um forum
uma tertúlia d'ideias puras sublimadas
pela pureza de valores humanos
onde Amar seja o principal bem comum
infringindo leis e normas dezumanizadas
no conceito dos valores urbanos
*
penetrar no inconsciente
à procura das memorias ancestrais
tem de haver um modo de sair 
do enredo onde puseram a nossa mente
fazer resert reiniciar novos canais
um mundo novo com sentido e sem mentir
*
exorto o pensamento a agir
exorcizando da vontade humana a quietude
que pasma ante a ganância
não adianta fechar a mente para poder fugir
que a humanidade mude a atitude
que não se acobarde perante a arrogância
*
a força do pensamento está na base
é preciso desmestificar a  história e seus mentores
que acorrentam o homem a falsos conceitos
partir do nada e construir de novo em cada fase
a ideia de sermos da vida os guardadores
livres e responsáveis sabendo que somos imperfeitos
*
que fazemos nós aqui sentados
amigas e amigos à beira da humana insolvência
devagar que temos pressa a meditar
sobre a barbárie dos nossos antepassados
vamos construir do ser a existência
varrer as ilhas de lixo que há na terra e no mar
 
jrg
 
 
 
 
 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub